segunda-feira, abril 26, 2010

É sempre perigoso tachar algo ou alguém. Principalmente alguém. Acho prudente guardar pra si. Contudo, a "noite alternativa" do Rio de Janeiro tem mostrado um certo desequilíbrio. Quem conhece-me, sabe que frequento essa há tempos. Precisamente desde de 91. De lá pra cá de tudo aconteceu. E, que bom... Mas, o que sinto ultimamente é um certo vazio, vulgarismo e principalmente, uma debilidade por parte dos clientes. É briga em bar, boate, na rua etc. Um tal de "machões" no lugar equivocado. Um desrespeito às mulheres também. Se eu fosse narrar aqui o que têm acontecido (desculpe...Rsrsrs) nas últimas semanas... Vocês não iriam acreditar. Enfim.. Falta respeito, educação e maturidade. Pior: falta cavalherismo e carinho às mulheres...
Quanta idiotice...Hã... Vamos ao blog...


Pauta de hoje: "Alice in Wonderland", Moby, Brasília, Notas, Curtas, Crítica, Descobrimento do Brasil, SUS(to), Patti Smith, Sipke Lee e algumas mais reclamações...


ALICE IN WONDERLAND




Fui assistir ao filme "Alice in Wonderland" com minha filha essa semana. Apesar de diversas frustrações (filas, sessões esgotadas e público pentelho) conseguimos realizar a proeza de entrar numa dessas salas. Já sapiente da trama etc, deixei minha filha a par da nata da história. Um papo básico antes de começar o filme. Calma... Não entrei na "lisergia" em si. Rsrsrsrsrs...
O filme diverte, prende a atenção do espectador e você nem sente as quase duas horas. O tom que Tim Burton dá ao filme é bem mais recatado e tímido. Fato. Não há a sombridade e o ar gótico do diretor, mas há a magia (inerente ao roteiro) e a diversão. Tim Burton não explora também a "lisergia" (olha ela aí de novo). Isso é uma falha grave. Senti muita falta. Lewis Caroll conseguiu tal feito enganando o povo infantil. Johnny Depp está eficiente e consegue cativar o público (minha filha torceu para que Alice terminasse o filme com o chapeleiro maluco). Não é "a" atuação dele, mas ficou ótimo. (Nota única às meninas: ele não está bonito, ok? Não inventem. Não dá pra ficar bonito naquele estilo. Por favor) O melhor de tudo é o conjunto, o entretenimento do filme e a bela Alice (Mia Wasikowska). Menina de pele alva e linda. Belíssima.
Eu colocaria o "bonequinho" sentado. Nota: 7


NOTAS


- A cantora e compositora Patti Smith recebeu uma homenagem da Sociedade Americana de Compositores, Autores e editores (Ascap, na sigla em inglês), em Hollywood, na Califórnia. Smith, de 63 anos, ganhou o Founders Award, pelo conjunto da obra. O prêmio já foi entregue a Joni Mitchell, Paul McCartney, Neil Young e Tom Waits. Na premiação, ela cantou seu sucesso "Because the night".


- Punks de todas as idades lotaram o funeral de Malcolm Mclaren na última quinta-feira (22) em Londres. O produtor teve direito ao cortejo fúnebre. Yeah!!!


- O Green Day deve se apresentar Brasil em outubro, segundo a assessoria da gravadora Warner. A banda vai fazer shows no Rio de Janeiro e em São Paulo, mas ainda não há detalhes sobre as datas e os valores de ingressos.


- A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) oferece atendimento para pais e dependentes de drogas. As reuniões ajudam na orientação de como agir para ajudar jovens em processo de recuperação. Uma vez por semana, os terapeutas conversam com os pais e com os jovens em reuniões separadas. As famílias passaram a ser acompanhadas depois que os terapeutas notaram que dentro de casa o ambiente não ajudava.



****************

BRASÍLIA (50 ANOS)




"... Oh... O concreto já rachou! rachou! rachou! rachou!
Rachou! O concreto já rachou!
Brasília....
Brasília.... Brasilia!

As luzes iluminam os carros só passam
A morte traz vida e as baratas se arrastam
(Utopia na mente de alguns) ..."
(Plebe Rude - Brasília)


CURTAS


- A estreia de "Tropa de elite 2", inicialmente prevista para agosto deste ano, foi adiada. A nova data prevista é 3 de setembro, informou ao G1 a assessoria de imprensa do filme de José Padilha.


- O ator Samuel L. Jackson assegurou que o diretor americano Spike Lee está preparando um filme sobre a figura de Michael Jackson centrado em um show póstumo de seus seguidores, informaram hoje vários blogs dos Estados Unidos. (Fonte: G1)


- A matéria que saiu ontem no Fantástico é estarrecedora. Somente 120 mamógrafos estão em condições de uso no PAÍS INTEIRO! O que é isso? E as mulheres desse país todo? O que vão fazer? Vamos matá-las por ter câncer de mama? Que vergonha! Que m**** de planejamento de saúde. E o Ministro afirmou ontem em nota oficial que a culpa é dos municípios e estados... Que gracinha né, sr. Ministro? O senhor é um fanfarrão!!! SUS? SUSto né?


- Alguém é a favor da progressão de pena? Existe alguma ponderação ou exemplo para essa "jurisprudência" tão bacana com os presos? Tadinhos, né? "Bom comportamento"... Sei. E eu? E nós? Ganhamos o quê com essa atitude? Estupros, pedofilia, roubos, assassinatos etc. Muito bom.
A Justiça no Brasil é tão inteligente, né? Fico estupefato com tamanha boa vontade. Dois assuntos que deveríamos aprofundar de fato: lotação nas carceragens e revisão de leis.
Falemos mais outro dia...


- Se não tivessem descoberto o Brasil em 22 de abril de 1500, teríamos a Inconfidência Mineira? Teríamos Zumbi dos Palmares? Teríamos brasileiros para devotar São Jorge? Pois é... E todos esses dias são feriados EXCETO no dia 22 de abril. Que beleza!!


MOBY



E mais uma vez o Brasil recebeu os shows de Moby. O talentoso músico americano brilhou em mais um espetáculo aqui no Brasil. Amigos de São Paulo contam-me maravilhas dessa nova turnê. Isso faz-me recordar do ano de 2005, quando fui ao show dele pela primeira vez. Chovia bastante, mas nem por um segundo deixou de ser uma apresentação fantástica. Moby trouxe uma cantora negra fabulosa. Dona de uma voz titânica e absurdamente afinada. Teve "Porcelain" cantada "à capela". Sabe lá o que é isso? É brincadeira!!! (diria Gérson). Uma p*** banda com ele. Impressionante. Algumas canções arrepiam só com as primeira notas. Troço de louco.
Isso pra mim é, propriamente, um SHOW.


TRACKLIST

- Barbarism begin at home (Smiths)
- Paint a vulgar Picture (Smiths)
- Victar a Tutu (Smiths)
- Legs (Art Of Noise)
- II Pleure (Art Of Noise)
- Body Rock (Moby)
- We are all made of stars (Moby)
- Where you end (Moby)
- Strip Me Naked (John Lee Hooker)
- Healer (John Lee Hooker)
- John Henry (John Lee Hooker)




Brrrr...

1 Comments:

At 7:06 PM, Blogger Thelma said...

Olá nobre Léo Rocha. Tb fui assistir ao filme com a Gi, e na boa acho q sua crítica está sendo positiva demais. Não é filme para crianças, ponto. A fotografia sim é bela, contando com a tecnologia agora tudo fica bonito e atrai a molecada, que pena a Walt Disney não fazer mais clássicos serem clássicos. Confesso que a história de Alice que conhecia era outra, a do desenho animado.Deep(seu alterego..rs) salva o filme com sua atuação. Os dialógos foram mega pobres o que fez atores de alto nível ficarem parecendo de botequim..aff.Vc deu nota 7, eu dou 5 com o boneco tirando um ronco básico...Ou será que faltou um pouco de ´"química" pra eu entrar mais na onda do filme.rs??Bjsssssss

 

Postar um comentário

<< Home